quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

E aí ta, o primeiro dia do ano!


Ótimo. Primeiro dia do ano. Tem uma certa cara de domingo, um gostinho de sábado... mas sempre esse cheiro de quase, de coisa por vir, de bolo quase pronto pra ser servido. Não há como prever muita coisa no primeiro dia do ano, por isso a maioria das pessoas se enchem de planos com a singela esperança de que pelo menos um deles se realize.
Os planos às vezes se fazem sem que a gente tenha pensado neles. Talvez porque alguns são tão óbvios e necessários que não tem como não fazê-los, então eles se fazem por si só. Outros exigem um bom tempo, uma vontade maior, um tom de comprometimento para que eles se firmem como plano de começo de ano. Algumas pessoas escrevem num papel, pregam num grande quadro no quarto pra ver todo dia, outros deixam na cabeça (onde os coitados logo se perdem), outros falam para os amigos e pedem que esses se lembrem por ele...alguns só deixam que as vontades vinguem e se cumpram. Esse pode ser o meu tipo de planejador esse ano.
Tenho planos, todos parecem estar no nível daqueles óbvios e necessários sabe? Isso não é de formal alguma falta de imaginação ou uma falha de perspectiva com relação ao meu futuro! O fato é que desejo com tanta força tudo que quero que já todos os meus planos são necessidade. Tenho todos em tão alta estima que não penso na possibilidade de não fazê-los se realizarem. O segredo está na categoria em que você coloca seus planos (tá, pode chamar de sonhos também). Se eles estiverem na dos óbvios e necessários sempre se renovarão, confirmando que o que se quer é certo e não há nada que lhe fará desistir de realizá-los, eles se fazem por si mesmos!

Um comentário:

Sw disse...

bem nessa....
o importante eh ter sonhos(planos)

abraços